MAR DE AMIGOS – ESTABILIZADOR NÁUTICO: COMO E QUANDO INSTALAR O SEAKEEPER EM SEU BARCO? – 05/10/23

João Paulo
Sejam bem vindos a mais um lar de amigos. E hoje uma curiosidade eu vou mostrar para vocês um barco que não é mais zero, mas que tem um ano de uso e quando o proprietário escolheu a compra dessa embarcação, ele pediu para que fosse feito sem o estabilizador e ao longo desse período ele sentiu a necessidade de colocá lo.

Então eu vou mostrar para vocês um pouquinho desse processo, tirar algumas dúvidas, colocar um pouco mais de curiosidades. Então nos acompanhem até o final desse vídeo. Não esqueçam de curtir o nosso conteúdo e se inscrever em nosso canal. Vamos lá pra falar um pouquinho sobre esse tema? Nós trouxemos aqui um grande amigo, o Axel, que é assim, tem muitas história no segmento e inclusive até eu me recordo daquela latinha nossa que é de madeira, Amarras que depois se acabou fazendo toda a reforma do bar do seu Carlos, por isso deve fazer quanto tempo já?

AXEL GOLDSTEIN 
2008.

João Paulo
Muito bom, isso é só pra ilustrar pra vocês o quanto tem de conteúdo aqui nessa pessoa. Mas a coisa legal hoje eu queria falar consigo a respeito do tema de estabilizador. Nós estamos a bordo de uma Schaefer 450 esse barco ele foi entregue zero aonde o proprietário não fez a opção por este equipamento. E no meio desse caminho, após um ano de uso, ele decidiu dar esse presente para a esposa.

AXEL GOLDSTEIN 
É ela que decide e ela não vai. E se não tiver o estabilizador a bordo?

João Paulo
Olha pessoal, lá vai uma dica é um bom presente para elas. Elas gostam muito e é bem interessante.

AXEL GOLDSTEIN
É o melhor presente para agregar a família.

João Paulo
Para agregar a família.

AXEL GOLDSTEIN 
Toda. As pessoas que não são do mar é normalmente o dono e então ele é um entusiasta e mesmo se ele tiver que sofrer, ele vai, mas a família não, a família quer conforto e tranquilidade para andar e dá muito mais segurança quando o barco balança menos e mais estável, te dá mais segurança para você ficar.

João Paulo
Me conta um pouquinho mais dentro do que foi feito aqui de serviço, foi tirado esse tampão.

AXEL GOLDSTEIN
Tiramos a tampa, decidimos de colocar no centro do barco que é uma coisa mais fácil e tudo mais. E tem as garinas pra essas longarinas aguentarem a torção do equipamento que ele gira 8250. Ele tem que ser muito laminado ou o chassi que nós colocamos para você unir, vão me dizer a fibra já curada, não velha, mas curada com a nova eu tenho que chegar nela, tem que ativar, tem que ativar com o que eu tenho que tirar o gel, as proteções, as tintas que estão revestindo a fibra de vidro.
Eu tenho que encontrar fibra de vidro pura, eu ativo a com estireno, lixo, tudo, todas. Sei que para esse material de revestimento para poder casar as novas fibras, isso aí gera uma poeira enorme. Por isso que eu faço um túnel do tempo aqui de proteção hospitalar. Sim, gastam o óleo de plástico, mas eu contei esse aqui depois não precisa mais limpar, então fica todo protegido, porque a pessoa ou laminador ele quer trabalhar. Ele mete a lixadeira, ele está com a máscara, com óculos, ele não vê de lado. Se você não protege, você vai trabalhar muito. Tanto que o proprietário dispensou o marinheiro, deu férias.

João Paulo
Porque quando eu vi isso aqui, tudo em papelada, tudo.

AXEL GOLDSTEIN
Fala pra fazer desse jeito. Não precisa de marinheiro, dá férias. Ele aproveita.

João Paulo
E isso é bem interessante de falar pro pessoal, porque assim a chefe não sei se é o único, mas é um dos poucos estaleiros que o barco já é projetado para receber o Seakeeper e quando é feito a laminação já é feito uma base de reforço. Só que uma coisa, quando você faz a instalação no barco zero não tem.

João Paulo
Nada na brava e é uma coisa natural.

João Paulo
Com garantia da própria fábrica, então é diferente. Agora aqui o barco já tem um ano de uso e é um barco que agora se acontecer qualquer problema, qualquer coisa vai cair sobre a tanto. Quem fez a instalação sobre a Marina Express nesse caso é isso.

AXEL GOLDSTEIN
O material foi dado enorme porque vai ficar integrado e nós vamos fazer um teste, navegar varias vezes para testar tudo. A vantagem é que você vê hoje o equipamento no centro do barco. Agradecemos o Márcio.

João Paulo
Marcio Schaefer. Nesse caso.

AXEL GOLDSTEIN
Que é meu amigo, que eu sempre me dou bem com eles. Mas esse equipamento pode ser colocado ali, mão em qualquer bordo, para popa da meia. Qual você coloca o equipamento até no canto do barco que ele vai funcionar. Então nós temos a achar algum lugar para colocar o estabilizador. Ele é o equipamento muito versátil, muito fácil de instalar.

João Paulo
Então isso que você está me passando é uma realidade. Mercado é igual. Agora voce cumprimentou o Márcio, porque aqui nessa lancha você desmontou apenas a praça de popa, eu acredito que muitos barcos com eixo, tudo deve ser muito normal.

AXEL GOLDSTEIN
Sim, barcos mais antigos que que tenham motor com ou com linha de eixo, e normalmente eles ficam no centro da sala, então nós temos que achar o espaço e colocar nosso equipamento, que é um equipamento pesado, uma bola pesada e parte em torno de 300 a 400 quilos e ele tem que ser colocados em algum canto dentro do barco, então é uma faina de trabalho muito grande.

Aqui foi muito fácil. Tiramos a tampa traseira da praça de popa e achamos o lugar muito facilmente. Isso aí é questão de projeto. Projeto na prática, Ok, Antigamente não tinha esse projeto e nem nem se pensava. Hoje a chave, ela pensa na escalação futura do equipamento. Ela mesma está lá na fábrica, nos barcos novos.

João Paulo
Sim, sim, é uma opção.

AXEL GOLDSTEIN
É uma opção. Então ela achar que sabe, deixa algum espaço para nós podendo trabalhar.

João Paulo
Então eu acho que em cima dessa pergunta eu acho que então o que muda é a complexidade para a instalação. Então isso muda bastante, então já para instalar. Mas nós teremos casos muito mais complexos e isso, por.

AXEL GOLDSTEIN
Exemplo, a facilidade de você usar as longarinas do barco com um pequeno reforço, o pequeno ajuste e com uma iluminação maior, ela já está no lugar certo. Agora, se você estiver um lugar que não tem tantas longarinas, quer num canto do barco, num cantinho, no lugar onde estava o gerador e você desloca o gerador para colocar, ele não foi feito para ter uma estrutura desse.

Nós não criar estrutura para colocar o skipper.

João Paulo
Agora para fazer esse tipo de instalação aqui. Quanto tempo costuma demorar em média? Não vamos falar propriamente desse barco, mas eu tenho o barco.

AXEL GOLDSTEIN
Normalmente 30 dias, que é uma coisa confortável. Tá, posso adiantar, mas às vezes eu me enganado porque o equipamento pode demorar um pouco mais ou a pessoa às vezes não tem, não tem vaga no clube ou nas marinas, ou quando é o estalo a distância. Por exemplo, estarei na Marina do Forte, na Marina Tropical, então eu peço alguns dez dias a mais, porque é sempre tenho impedimento.

Feriado não pode trabalhar. Tem dias que você chega lá, perde a viagem ou esquece o equipamento, não chegaria e tal. Você perde meio dia. Então, aqui no clube do Iate Clube sabe se é mais fácil, porque tem todo o comércio aqui ao lado, Mas nós instalamos em toda toda a região do Guarujá. Bertioga não tem problema nenhum. Em 30, 40 dias você fica sem o barco, mas você fica com o equipamento, vai estar lá.

João Paulo
Instalado e isso só faz pegar o pessoal. A respeito da complexidade, estamos falando dos parafusos, dos parafusos que vem com essa aqui, com um skipper bem, com exatamente quatro parafusos.

AXEL GOLDSTEIN
Aí eles esse ponto nove de torção que você não encontra no Brasil. As paredes são de ferro, mas de ferro, que é um aço, mas não é aço inox, é aço inox, é uma liga mole sem ação. O ferroso está com 10,19 de torção, com 50 newtons de aplicar. Perde. É uma coisa muito forte. Se você pegar e parafusar um parafuso comum e ficar com a cabeça na mão, sim, e aí é só fabricar nos Estados Unidos, porque aqui não tem mercado, porque ele não sabe fazer sem eles.

Fazem 8,8, mas não chega a dez ponto.

João Paulo
Talvez não tenha necessidade.

AXEL GOLDSTEIN
Eu não tenho.

João Paulo
Mas repare nesse pessoal, porque assim de repente, por conta de um parafuso que perdeu no meio do caminho, você tem que fazer uma importação desse produto.

AXEL GOLDSTEIN
Que faz a força lá buscar.

João Paulo
Isso é muito legal, porque assim nós fazemos eventos e a gente sempre mostra o barco e a gente sempre fala do projeto fora, né? Dificilmente chega algum cliente quer ver casa de máquinas. Então, quando você tem a oportunidade de mostrar esse espaço, fazer com que a pessoa entre, vê que você consegue ter, não é mais aquelas casas de máquinas baixas, com tudo apertado, tudo comprimido.

Então você se aquece toda numa conversa anterior. Isso não é só prosseguir para os mecânicos e eletricista e isso é bom para todo mundo. O próprio marinheiro que faz a conservação e.

AXEL GOLDSTEIN
Como eu expliquei para você, tira um PS desse hoje. Você não precisa fazer muita força o pessoal da Volvo Penta e encosta só o tal barco e tira. É uma pedra fácil. Foi projetado para isso o projeto moderno. Nós temos muitos barcos antigos que conseguimos trocar os motores, colocar equipamento para acondicionar, mas tudo é muito mais.

João Paulo
Complexo.

AXEL GOLDSTEIN
Complexo do que hoje. Aqui está fácil, nasceu bem.

João Paulo
Falando agora da parte dos equipamentos que já vem na embarcação, porque quando eu informo a fábrica que eu vou colocar um estabilizador no marco zero, eles de repente já vem com algum projeto pensando nisso e existe alguma limitação a respeito dos equipamentos. Um exemplo o gerador ou o carregador de bateria banco de bateria.

AXEL GOLDSTEIN
Normalmente nesse barco o equipamento está lá, que ele tem de carregadores, geradores e bancos de bateria. Ele sobre a alimentação para o skipper, mas isso aqui, o nosso Christiano, que é o técnico da instalação e da otimização que ele regula, está lá toda a parte elétrica. Ele pode analisar se falta ou não, Porque? Porque se o equipamento chegar a 80% da utilidade é que falta força para ele, então ele tem que chegar a 100% de alimentação.

Se ele tiver uma alimentação mais fraca, com tudo funcionando, então nós vão recomendar um carregador.

João Paulo
Ou até você ilustrou uma história anterior. Eu só não gostaria que você está sempre marca, mas era um barco grande, um barco acima de 90 pés que vocês fizeram instalação de dois equipamentos e eu queria só que você ilustrasse com o pessoal a complexidade que foi para instalar esse equipamento.

AXEL GOLDSTEIN
Sim, eram 93 pés e trim deck, que é um barco que balança muito sem. Não adianta falar que não é nada porque ele foi construído, não tinha essa importação, não tinha essa fabricação, não tinha o lançamento autorizado, era uma coisa mais teoria de estabilizadores. Então hoje, o ano passado nós estávamos dois. Skipper seis.

João Paulo
Está.

AXEL GOLDSTEIN
Que você pensando assim é muito pequeno, só não é pequeno que não foi projetado para isso. Você tem que deslocar uma série de coisas lá na praça de máquinas para instalar dois equipamentos. Isso nas longarinas, porque não é não posso laminar, eu tenho que soldar as bases porque eu tenho que fazer parte integrante do casco sim. E aquelas longarinas novas acopladas as originais todas de alumínio e ele também não foi projetado.

Ele tinha uma portinha de popa que era para uma parte são uma pessoa não equipamento desse tamanho e isso a seguir preceito tinha que desmontar a porta. Passou a desmontar um pouco de equipamentos da carenagem, mas foi o sucesso. Ele a vender o barco. Ele está até hoje.

João Paulo
Barcos com dois anos de uso ainda estão em prazo de garantia do estaleiro fazer a instalação por fora. Perde se algum na garantia?

AXEL GOLDSTEIN
Não, não, não perde. Principalmente, por exemplo, aqui quem faz a assistência técnica é o Tarcísio. Sim, o Tarcísio está na prevenção. Ele vem aqui e vai olhar o que estão fazendo com o barco dele. Sim, porque é um barco e o barco dele está certo. E o barco ainda nas mãos dele. Então tudo o que eu fizer vai estar de acordo com ele.

Se ele tiver algum problema que ele achaque que nós estamos passando alguma coisa errada ou ofendendo ou tirando uma estrutura do barco, ele vai nos avisar nós estamos juntos, eu não vou fazer isso, mas ele pode vir fiscalizar qualquer momento.

João Paulo
Eu falando aí a própria mente do estabilizador, você sabe quanto tempo ele tem de garantia?

AXEL GOLDSTEIN
Ele tem um ano de garantia.

João Paulo
O estabilizador.

AXEL GOLDSTEIN
Mais o programa de 05h00 de garantia estendida.

João Paulo
Que legal!

AXEL GOLDSTEIN
Então eles da garantia. Eles tem equipamento muito testado e eles se tiverem algum problema se foi, foi feito todas as revisões, acompanhar todas as revisões de entrega anuais junto com a Marina Express, o qual é eterno, porque se tiver um problema, se tiver alguma coisa que é mais não tem a capacidade de substituir, ela vai trazer um equipamento novo que ela até o estoque enorme e ela vai pedir garantia para fábrica.

Ela que corre atrás da garantia não é o cliente.

João Paulo
Ela que garante a operação, ela.

AXEL GOLDSTEIN
Garante a operação.

João Paulo
Poxa, muito legal! Bom, olha, eu te agradeço muito obrigado.

AXEL GOLDSTEIN
A disposição, qualquer coisa, qualquer dúvida.

João Paulo
Muito obrigado. Atenção! Parabéns pelo serviço.

AXEL GOLDSTEIN
Muito obrigado, Nasser. Meu uma equipe. Eu me orgulho.

João Paulo
Muito.

AXEL GOLDSTEIN
Muito agradável. Um dos integrantes. Mas temos mais quatro aí que trabalharam.

João Paulo
Que é.

AXEL GOLDSTEIN
O melhor.

João Paulo
Esse trabalho com excelência. O pessoal. Então só lembrando vocês que tudo isso aqui é feito para aquele nosso slogan que é Navegar é saudável, navegar é preciso, ou seja, é pra gente navegar mais. Então venha pra náutica, venha navegar mais. É pra isso que nós estamos aqui trabalhando.

AXEL GOLDSTEIN
Para ganhar mais um amigo.

João Paulo
A cada ano.

Comentários (0) |

Vídeos Relacionados

MAR DE AMIGOS – ESCOLA DE VELA AJUDANDO A FORMAÇÃO DO CIDADÃO – 23/05/2024

Eu me chamo Cíntia. Sou Cíntia Knot. Eu sou a velejadora. Comecei a velejar com dez anos de idade, no Optimist, que é o barco que criança normalmente aprende a velejar. Velejei durante muitos anos em diversas classes. Eu passei a velejar e veleiros oceânicos. Depois de um ano de surf e finalmente cheguei à … Continued

MAR DE AMIGOS – RUMO AS OLIMPÍADAS DE PARIS 2024! – 09/05/2024

Conseguimos aqui uma palhinha e uma palhinha. Porque o momento dessa pessoa, que é uma personalidade, uma. E é muito raro, porque o Bruno é um velejador que vai nos representar nas Olimpíadas agora que vai iniciar em julho próximo e o Bruno está aqui para contar um pouco para a gente a história, porque … Continued

MAR DE AMIGOS – NAVEGAMOS NA NOVÍSSIMA SCHAEFER V44! – 18/04/2024

Sejam bem vindos a mais um lar de amigos. E hoje, dando continuidade à linda festa de ontem que vocês puderam acompanhar já no vídeo anterior e hoje nós teremos o prazer de andar nessa embarcação. Nessa até 44 falarei com um detalhe especial com o Márcio, o chef Omar Chef que vai ser o … Continued