MAR DE AMIGOS – 50ª SEMANA INTERNACIONAL DA VELA DE ILHABELA – 04/08/2023

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Sejam bem vindos a mais um mar de amigos. E hoje é mais um dia muito especial. Pai! Afinal de contas, nós estamos em um evento que está fazendo aniversário. Conta pro pessoal aonde é que nós extamos

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Bom, primeiramente nós estamos na capital da vela do Brasil, que é na cidade de Ilhabela, dentro do Iate Clube de Ilhabela, comemorando aqui quinquagésima semana de vela nesse evento que é extremamente importante e é um evento inclusive internacional, que enfim, estamos com grandes atrações aqui.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Bom, mas não de spoiler para o pessoal, vou pedir para vocês para que já curtam nosso conteúdo, se inscrevam em nosso canal e acompanhem essa matéria até o final, porque tem muita coisa legal. O tempo está agradável, os barcos maravilhosos, Então vamos lá.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Vamos lá!

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Hoje estamos aqui com um grande amigo, um velejador, um lancheiro, um amante da navegação, o Mauro Dottori. Mauro, o Mauro, que é diretor de vela do Iate Clube de Ilhabela. E eu gostaria muito que você nos falasse um pouco dessa missão, dessa tarefa árdua que é dirigir o Iate Clube na parte nesse setor aqui, que é tão bem sucedido.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Bom, João, primeiro lugar você é mar de amigos. É um prazer estar com você de novo. Conheço o João de há muito tempo, tem mais de dois anos e isso foi mais ou menos em 1980 e alguma coisa com um padrinho, meu tio de coração, que era tio Evair. Ai, faz muito tempo. É um prazer estar juntos. Olha João, eu vou te falar pela voz já dá para perceber o que é isso.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
A gente acaba. A diretoria de vela aqui do Iate Clube Ilhabela é um prazer, A gente toca muito bem durante todo o ano. A gente tem alguns campeonatos, o campeonato acho que é anual. Nós é um dos mais antigos que a gente tem aqui, a Copa Ilhabela. Hoje, a Copa Mitsubishi tem algumas outras tarefas, mas o que dá trabalho mesmo essa semana de vela, esse um evento que a gente demora um ano, é o evento já mais ou menos complexo.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Atenção às suas peculiaridades e às suas complexidades. A gente começa a se preparar imediatamente depois que termina o evento desse ano. Então a gente tem alguns passos. A primeira coisa realmente uma missão muito grande a missão de captação de patrocínios. Você ter uma ideia, um evento desse hoje deve está beirando alguma coisa entre milhão e 300.000.000,5. E porque deve saber que tem uma parte em que a Prefeitura, que é a nossa grande parceira, é da competência dela.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
E aí eu não tenho todos os números dela. Então, da nossa competência, a organização é nossa e do clube, evidentemente. A recepção nesse local, que é absolutamente paradisíaco e o clube está situado nele, A gente já vai falar disso daqui a pouco e do clube, Então a gente tem não só o nosso subir ali na nossa Marina, como as noites.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Para você ter uma ideia, esse ano nós tivemos um pouco mais de 130 barcos.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
130.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Com 132 e tem umas desistências no meio, etc. Mas inscritos foram 132 e na Marina couberam acho que alguma coisa próxima dos 40 barcos, O resto foi para poita. Nós recebemos praticamente 100 barcos aqui no clube, os outros 30 são barcos. Aqui Ilhabela fica em outros locais que vem para cá, então você vê que o clube ele praticamente dobra a população e significa pelo -1000 velejadores.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
1000 velejando.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
1000 velejadores que a gente recebe. Então, a estrutura de um clube que tem 400 sócios, vezes três que você pode, porque a família média brasileira de 1200 pessoas, mas quase Dona.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Branca, ela te dobra.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Então você viu o que é essa complexidade? Então tem. Toda organização, tem um organização de terra, tem uma organização de comunicação, de organização dentro da água. E como é que a gente faz isso? A equipe. Quer dizer, eu só como muito um coordenador aí dessa equipe toda e no contrato não tem, evidentemente, a pessoa, os profissionais e tem também os nossos colaboradores.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Então tem uma equipe de diretoria comigo, estão na diretoria, meu braço direito, que é o primo Aldridge, que o diretor de sede também é ele. Nós dividimos as soluções ali. O primo, ele é bom de finança, controla a grana.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Isso é delicado.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Isso é delicado aí.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Mas junto com ele tem o Paulo Palermo, que é o financeiro, que é quem manda pagar, quem manda, quem paga e quem manda pagar é o primo e o controle. E o Paulo paga. Tem a diretora social que é a Priscila Temer, um amor de pessoa. Ela faz, nos ajuda a fazer o jantar da Marinha, nos ajuda em alguma coisa desses shows que vocês estão vendo.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Tem também junto, acompanhando tudo como adoro. Tem a conselheira Heloísa Lacerda, que nos ajuda a organizar também o jantar da Marinha, então é um evento realmente bastante complexo. Ele tem e tem também um lado que mencionei, o lado da Marinha, que é o lado institucional do evento, que ele é importantíssimo. Ele é provavelmente o evento social mais importante de Ilhabela.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Você tem que ver que são as tripulações mais feras que vêm para cá, então isso torna o evento principal que vai. Isso daí não é só a questão da quantidade, é uma questão da qualidade dos velejadores que aqui vêm. Então olha, esse ano não teve tanto quanto o ano passado. O ano passado não estava na classe que eu estou hoje, eu estava no C30.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Sabe quem correu comigo, não é?

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Robert Sai a ganhar, claro.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Eu acho que foi pela sua habilidade.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Com certeza foi eu que fiz.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Eu falei vou te ensinar um pouquinho, vai.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Ensinar um pouquinho.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Aí tem muita coisa pra falar, né? Mas então, na parte da vela, não há dúvida, é o maior evento na América do Sul, mas aqui a Rolex já patrocinou. Hoje a Rolex tem Punta del Leste, mas não é igual a este, não agora. Então eu tenho certeza disso. A Rolex seja convidada a voltar a ver o Rolex, mas igual aqui não vai ter agora o jogo não é só isso.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Vamos falar sobre os pontos de vista do velejador. Depois de sete vezes que eu fiz isso, aprendi, mas mais você aprender a aprender. Mas o que é que o velejador quer? Primeiro, 100.000 jogadores é só festa, certo? Certo. Então porque são tão três players aqui? Mas um player máster é o velejador. O segundo é o club e o terceiro é a prefeitura.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Dá tempo a hierarquia nisso é certo o velejador que vem primeiro, o que o velejador quer? Eu dou que entrar na água, faca nos dentes, cara, quer chegar lá, se ajoelhar, chuta o pescoço, Ok, claro que tem o velejador de bicos de proa. Então vamos lá, tem todas as classes. O que ele quer? Uma grande festa na água.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Os mais competitivos realmente se ajoelhar sobre o pescoço. Os outros são talvez mais exclusivistas. Você tem para família, você tem um bico de proa, você tem os clássicos, você tem RGS, você tem tudo quanto é classe, tem os múltiplos HPS 30, você tem Orc, que é a falar um nome? Não, você tem tudo isso. Só que lá é uma coisa, quando volta pão e circo, pão e circo, porque lá tem o circo, o pão mais ou menos.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Aqui tem os dois, aliás, pão seco, bebida, cerveja. Então essa é a pré regata, essa confraternização que a gente tem após a regata. Ela é fundamental para o sucesso do evento, tá? Então a gente tem que abrir o clube nesse momento. Olha, recebam todos muito bem a instrução que eu dou para todos aqui dos nossos colaboradores, até o nosso sócio eu peço desculpas.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Olha, é perturbação, não deixa. Mas vamos receber bem, porque o intangível, a imagem que isso vai dar ao clube institucional não tem preço, claro. Então tem várias ações, mas para o velejador, festa na água, festa em terra.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Bom pessoal, eu estou aqui com Marcelo Marcelo, seu time que também é lá da Marinex Press e talvez vocês não saibam tanto, não estão tão acostumados a ver nesse cenário. Mas Marcelo, a vela eu acho que é a sua grande paixão, né?

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Na verdade, a gente começou a história da nossa empresa quando a gente iniciou a Marinex, para muitos anos atrás, se iniciou com um barco de regata que meu pai tinha se chamava Manoel Champ, então ele com o amor dele que ele teve pela vela na época ele tinha outros negócios, começou a investir no mercado náutico e passados todos esses anos e são 35 anos de empresa, a gente chega hoje.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Eu, que naquela época era garoto, estou trazendo meus filhos a velejar para que a continuidade tanto da vela quanto da empresa seja perpetuada. E no mercado e nessa brincadeira toda.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
E eles gostam, gostam muito.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Todos aqui tem. São na verdade esse barco são seis sócios. Os seis sócios eram donos de barcos menores. A gente se juntou, fez um time e todos velejam com os filhos.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Que bacana.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Todos viajam com os filhos.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Mas eu fiquei sabendo que assim esse não é o seu barco, não é?

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Não é?

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Então o barco. Mas eu acho que isso é muito legal para a gente mostrar para as pessoas o que é esse mundo assim. Então, assim seu barco deu problema. Logo, acho que a gente conta um pouquinho dessa história bem próximo do evento. E aí, o que aconteceu? Estava sem barco.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Nós temos um barco que é parecido com esse barco, só que é um barco bem mais tunado. Vocês imaginam mais ou menos como se fosse um carro, que o carro convencional tem 200 HP. O nosso tem 500 HP e o mesmo carro só com 500 HP, vamos dizer assim, muito mais nervoso, muito mais preparado. Esse barco teve um acidente no Rio de Janeiro ano passado, quebrou o mastro, o barco ficou seis meses parado em reforma, etc.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Maravilha! Um dia antes da gente vir para Ilhabela, a gente foi colocar as velas no barco que foi abrir, não abrir. Bom, o que será que aconteceu? Entramos. O barco tinha pegado fogo na parte elétrica, na parte superior do convés e não tinha condição de arrumar o dano. Não é tão grande, não é muito sensível, a gente já falou com o fabricante, etc.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Enfim, não é uma sumidade, não tinha como aí. Bom, de que a gente vai fazer todo mundo muito triste, porque é uma preparação muito grande para Ilhabela, sabe? O investimento? Investimento até emocional da turma, sabe? Bom, ligamos para um outro. Não sei o que falamos com o pessoal de Itajaí. O pessoal de Itajaí falou Marcelo, é o seguinte o que aconteceu com o barco?

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Eu estou sabendo que teve um acidente lá. Tal incêndio. Eu falei foi o cara vem aqui, pega o barco, barco seu, me emprestaram o barco, o pessoal do time Itajaí, Então a gente estava velejando aqui com o King Sailing, time que é o nosso Itajaí. É o maior prazer, o pessoal super gente boa, coisa maravilhosa.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Então é assim, é um evento que gera muita expectativa. Eu acho que eles ficam o ano inteiro pensando nessa semana de vela.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Enfim.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
O que você está achando dessa edição em específico?

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Eu acho que a vela está voltando devagarzinho. Muita pergunta, muita coisa. Se a gente for ver aqui na semana de vela, você vê um investimento muito grande em barcos novos. O pessoal que ainda não reciclou, eu acho que ainda não houve aquela reciclagem que a gente que é mais assim, eu que sou um pouco mais velho, os caras são os mesmos, mas você vê muita gente entrando muito interesse.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Isso para nós é muito legal. A gente fez um vela show aqui e um pouquinho antes, que é uma um evento mais de passeio de cruzeiro. Acho que vocês estavam. A gente estava ali também por 300 pessoas numa palestra. Como é que pode saber, né? É gente que não conhece a gente que é. Eu não conhecia uma pessoa, quer dizer, está se renovando.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Acho muito legal isso aí.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Ontem ventou muito e para todo mundo que não é desse segmento, acha que quando venta muito é bom e eu vi você chegando assim, não só os carros.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
É uma, é uma cadeira elétrica, mas você sentar na cadeira elétrica e resolver andar num barco, Óbvio. Se você tem um barco muito grande, muito pesado, tem alguns aqui próximos. A gente, lógico, é maravilhoso. Ok, o cara ficar lá brincando lá na roda de leme não tá nem aí. Mas esse barquinho aí que é uma cadeira e cadeira elétrica é horrível.

MARCELLO – DIRETOR DA MARINE EXPRESS
Nossa, fica todo mundo em pânico, né?

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Bem mais de amigos. Estamos aqui com a nossa equipe fantástica que veio prestigiar aqui com a mesma semana de vela aqui de Ilhabela. E aqui nós estamos com o pessoal da Escola Naval que tanto nos honra com a presença desse pessoal que é treinado para poder cuidar aqui da nossa, da nossa parte marítima. Então estamos aqui com o tenente responsável aqui pelo Os três Barcos.

ELEAZAR BOTOTO – ASPIRANTE DA MARINHA
Nós estamos com três de baixo, com três barcos mais o João das Botas também. Então foi a Marinha está com quatro barcos aqui, em torno de 48 militares de 48 militares. Pô, fantástico! E o Eleazar também é daqui da embarcação Marlim, embarcação maior que vocês saíram da Escola Naval e do grupo do Grêmio de Vela da Escola Naval.

ELEAZAR BOTOTO – ASPIRANTE DA MARINHA
E isso é a escola, vai ficando. A Ilha de Vigia ganhou uma área no Rio de Janeiro, então nós sempre participamos aqui de Ilhabela. Já tradicional, a Marinha sempre está aqui presente e faz parte da formação também dos futuros oficiais de Marinha. Os barcos não tripulados, todos com aspirante a pessoa, são jovens que estão se formando. No ano que vem ele já vai ser um oficial e isso é muito importante para a gente ganhar um sentimento.

ELEAZAR BOTOTO – ASPIRANTE DA MARINHA
Marinheiro para se integrar com a comunidade náutica. E o Brasil tem uma vasta costa, então a mentalidade náutica é importantíssima, Nosso, nosso povo fantástico. Eu, Eliezer, Elias, Eleazar, Eleazar, que é quarto anista, né? Então, no quarto ano sou o comandante do veleiro Marlin e também sou o diretor de vela do Grêmio de Vela da Escola Naval e é uma satisfação muito grande já como quarta nisso, ter a experiência de um comando de um veleiro e trazer o barco lá do Rio de Janeiro até aqui, participar da semana de vela, integração com os outros velejadores e também já adquirir esse sentimento náutico que vai ser muito importante depois na minha carreira como oficial.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Fantástico! A tua equipe é composta de quantos? Quantos? Quantos tripulantes que estão no mar?

ELEAZAR BOTOTO – ASPIRANTE DA MARINHA
Eu estou aqui com eu e mais dez aspirantes. Eu sou comandante, tenho o meu imediato também. Já como configuração do que no nossa cadeia de comando. E cada aspirante exerce uma função no barco. Assim como o navio é qualquer organização militar, cada um com sua função e é muito, muito bom e bom essa oportunidade para a gente conseguir exercer a liderança e também essa integração entre nós também.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Fantástico! É aqui pelos meus mestres, comandante de Marinha e oficial de Marinha. Eu sempre dizia, usava uma expressão para mim. Falava assim João, a Marinha não dá refresco para ninguém e é por isso que é marinha, Chama se Jacuba. Isso é isso aí. Então gente, eu estou aprendendo vocês aqui, não quero aprender mais, eu quero que vocês têm um grande evento que, poxa, nos orgulha muito ter vocês aqui, nesse nesse grandioso encontro de artistas.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Mas no fundo, todo mundo aqui tem seu interesse, todo mundo aqui que é que é liderar, quer ganhar, não é isso? Então, hoje a expectativa aí vai ser eu acho que de um grande, uma grande velejada para vocês, se Deus quiser, certo? Bom comandante, muito obrigado. Tudo de bom prazer em tê los aqui. Prazer, O nome é tudo de bom.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Boa regata, Riq! Cuidado com esses rapaz aí.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Agora é o seguinte que eu te vendo a paisana, mas eu reparei que tem bastante informação da sua empresa aqui no Iate Clube. Eu vi que tem ali uns desenhos de vocês. Só que eu acho que o grande negócio eu digo assim maior parte financeira na questão de seguros vem de lancha. Eu imagino por que o investimento aqui na semana de vela é focado aí nos veleiros.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Eu vi que até tem um veleiro com a marca de vocês.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
E tem. A gente inovou e patrocinou o veleiro. Está bonito, está se dando bem. Agora são dois fatores. João Em primeiro lugar é o emocional. Eu nasci aqui na Ilhabela, minha família mora aqui em Ilhabela e meus avós eram pra cá. Em 1958 eu participo da Semana de Vela profissionalmente há 23 anos, mas eu participei desde criança de todas.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Então tem essa questão do amor por isso e agora, profissionalmente, aqui. Assim, muitos dos nossos clientes de embarcações grandes possuem veleiros para para regata e outro brinquedinho de outra outra diversão. Então estão todos aqui. Semana de vela é um lugar onde você encontra todo mundo. Lógico que tem um público muito mais concentrado da vela, mas eu diria para você que um percentual muito grande desses velejadores também são clientes de embarcações maiores de lancha, o que não quer dizer que a gente também não faça veleiros e que, de fato, o público de lanchas e maiores de veleiro menor.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Mas é lindo, né? Não dá para tá fora. Não.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Não, não tá. E aí até vem um outro ponto essa união de mundos eu acho bem interessante, porque entra dentro do conceito do nosso canal, que é mar de amigos. Então a gente fala assim poxa, você hoje tem lancha sim, mas acho que você saiu quase todos os dias aqui.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Cara Marimar, desde que esteja boiando, a gente tá dentro.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
A gente só.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Agora que você não tem nem idade e peso, mas o resto cara, é tudo a diversão. Todo mundo que está aqui de fato ama isso. E essa é uma época muito legal, porque o velejador, de uma maneira geral, é um apaixonado nato. Não desmerecendo os lanceiros, mais o velejador é um apaixonado nato, então você sente essa energia, essa coisa do gostar, de querer saber.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Tem dia que teve vento, tem dia que não teve vento, tem previsão de chuva e tempo frio. E cara, tá todo mundo aqui, está todo mundo junto. É isso que é legal.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
E nesse ano esse evento completa 50 anos. O que você está achando propriamente aí dessa edição em específico?

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Bom, Ilhabela vem bem despontando, as regatas vem despontando cada ano que passa, todo ano. Não estou falando isso porque a nossa casa, mas cada ano que passa está mais bonito, está mais elaborado. E essa com 50 anos, com 100 anos, o Atrevida Atrevida teve uma repercussão enorme e até o nome da regata agora mudou, né? Então agora vai ser regata, a regata atrevida e o cara tá maravilhoso.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Eu acho que está lindo, só tende a crescer. O iate está com uma estrutura maravilhosa, só não tem o número certo, mas me parece que são 152, alguma coisa assim. Veleiros de fora que estão competindo de fora, todos competindo, não tem o que falar. Eu acho que a estrutura por si só se mostra que é um sucesso e que merece estar aí por mais 50 anos.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Qual é o recado que você pode dar hoje para quem é velejador e não está aqui ou para quem lê o cheiro, gosta, é aficcionado e por algum acaso, nunca veio, nunca participou de um evento como esse.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Cara, venha antes de mais nada.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
É só isso. Venha.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Aproveite! Existe. Eu sei que existe. Por exemplo, aí para aqueles que não tem a oportunidade de estar a bordo. Existem empresas aí fazendo charter, passeando, levando o pessoal para conhecer um pouco desse universo dos veleiros dentro d’água, conhecer um pouco da ilha, conhecer um pouco da navegação, porque é o que eu falo, essa energia contamina. Então eu acho que a partir do momento que essa pessoa começar a rapidinho, ela não vai querer sair, ela vai querer ter o seu primeiro barco.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
E eu acho que vale super a pena. É um evento familiar. Você vem que é muito bacana porque você vê desde um garoto de 14 anos velejando e a bordo do mesmo barco você tem um cabo camarada de 80 ali tem.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Muito respeito.

FABIO AVELAR – PROPRIETARIO DA BRANCANTE SEGUROS
Respeito, tudo funciona. Então eu acho que essa essa mistura de de épocas, de idades, tudo em prol de um único objetivo que é o amor ao mar, a vela, a navegação. Eu acho que isso é fundamental para que todo mundo tenha pelo -1 única experiência que venha a

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
mais interessante, maior é o seguinte porque você, você é um caso bem assim, exemplar do que que é a proposta do mar de amigos, que é integrar todas as categorias.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Pesca, mergulho, vela, lancha. E você é um velejador, é um lancheira e está dentro de um clube que integra as duas partes. Porque aqui nessa festa que eu estou presenciando aqui, que você acabou de narrar muito bem, que é uma grande festa, você tem todas as tribos, você está todo mundo ali, alegre e confraternizando e torcendo, e é se inteirando do que que é cada tipo de atividade da vela.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
João até lancheiro entra no clima, lancheiros querendo velejar ou querendo sair e querendo acompanhar essa confraternização. Nós achamos fundamental, claro, não pode separar muito. É claro que cada um tem sua maneira de conduzir, tem as suas diversões, mas quando você integra, faz uma festa dessa, você chama, você chama o mar para dentro da sua casa, você sabe minha carreira um pouquinho.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Eu comecei a vida lá. A minha vida de infância foi em Ubatuba, aí por causa do tio e o ver de festa, o grande mestre Mestre, por causa do meu pai também eu fui para a Marinha. Eu já tenho grandes amigos na Marinha, então eu tenho mentalidade marítima dentro de mim. Isso para mim está incutido. Se eu poder desenvolver um pouquinho disso, eu já estou fazendo um pouco da minha parte.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Não é muito, mas é um pouco. Aliás, João, você já ouviu falar da vela do amanhã.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Vela do amanhã, da garotada, que são esses meninos que estão fazendo?

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Você não tem ideia. A regata mais importante da semana de vela.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Esse projeto começou com Xande Paradela e comigo uma criação conjunta. Alexandre para desde um grande velejador, ele foi 23 vezes campeão de alguma coisa, foi nosso. Eu peguei o currículo dele, não consegui nem parar de falar do título que ele tem um dos maiores jogadores do naipe que nós temos aí, uma coisa impressionante.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
E ele foi instrutor da vela aqui na Escola de Ilhabela, Escola de Vela de Ilhabela. E lá pelas tantas estava aqui numa uma dessas semanas de velas. Foi quatro anos atrás, se não me engano foi isso. Já estava sentado. Ele veio pedir uma ajuda para comprar um barco. Um dia que faltava um dinheirinho. Não foi, está dado. Aí eu fiquei pensando porra, para isso não é questão só do dinheiro, criançada tá lá.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Como é que a gente faz para dar um incentivo maior? Começou que a escola de vela aqui falou só de você a gente chamar esse pessoal da escola de vela para dar uma volta nesses barcos nossos aqui e falou Porra, Mauro, que puta boa ideia para eu assim. E falei posso batizar? Você pode chamar de vela da manhã, vela.

0
MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
E nasceu essa regata. Primeira edição dela foi a mais frustrante da minha vida. Então sudoeste não podemos fazer, é questão de segurança. Só tinha um dia para fazer a segunda, Vieram acho que 30, 40 crianças, a terceira vieram 130, 120. E nessa eu tive que limitar 160, 160, alguma coisa que a gente não conseguia receber mais. São 15 escolas de vela que vem para cá, 15 que vem desde Enseada do Abrão, lá na praia, na Ilha Grande da Praia Grande, que veio do Rio, veio uma branca escola de vela de Angra, Paraty.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Vieram para cá, depois ficou começo de pega Ubatuba, uma alegria já Clube Ubatuba você pega a escola de vela daqui, você pega o próprio Iate Clube, você pega São Sebastião, pega Caraguatatuba, vem um pessoal da Santos, da professora e vem o pessoal de Iate Clube de Santos, de pessoal da Praia Grande. João Olha, vou te falar um negócio que arrepia a gente, que é a gente, é um preparo também esse.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Então você que falou aqui, que me deixou sem voz, estressado, isso é que eu tive que chamar 160 crianças, 1A1, no gogó para falar Você vai entrar o barco, você vai.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
É o barco.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Que promete que vem na hora H, o outro não pode vir e você ali na hora dentro preparar tudo isso. Mas o evento é como se fosse uma aula, uma regata passa dentro, um evento dentro do evento, porque você tem as crianças, vem a gente. Às vezes as crianças são carentes, a gente recebe com lanche, com café da manhã, leva um lanchinho, faz uma palestra de balé, chamam os velejadores top para tirar foto com elas, para se apresentarem, para inspirá las.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Pega o monitor comandante do barco, leva para os barcos, bota coletinho, tem instruções de segurança, faz, simula uma regata e as criançada para eu estar no meu barco. Uma fênix. O vento vem. Cinco Nós fazemos balão, damos 19. Nós Senta todo mundo aí, Vamos torcer.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Para.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Ela. Sai, João. Quando acaba o sorriso, a alegria, Todos com camiseta, gente, camiseta, todas ganham uma medalha. Mas é um medalhão, cara. Não é uma medalhinha, não é medalha, não é daquelas que vou te falar a alegria dessa molecada. A gente sabe que quem está construindo um projeto pro futuro. Então acho que isso para mim não tem preço.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Isso é um grande legado, né? Márcio Por que não ser famoso, Mauro?

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Porque é o seguinte eu vejo que inclusive o brasileiro, o Brasil fala que é o país do futebol, que o Brasil é multi esportivo, mas a vela, inclusive, já nos deu grandes títulos. Você falou do site por que que? Que orgulho de ter pessoas com essa, com esse dom, Com é que vieram para uma classe que muitos podem achar que é elitista, mas na minha visão, eu acho que ela é extremamente democrática e ela acolhe todos, desde que tenham essas oportunidades que você está criando aqui.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
A pessoa de pequeno começa a entrar ali no de igualzinho, começa a se interessar por isso e desenvolver sua habilidade, né?

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
João Olha que interessante, Parece que o esporte que mais deu medalhas no total olímpicas pro Brasil foi o judô, mas quem deu mais de ouro foi a vela, foi foi a vela. E olha que coisa interessante a maioria dessa vela ela vem no grosso, está lá na represa Guarapiranga, lá do Rio. E olha o tamanho do nosso litoral, né?

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Então imagina se a gente consegue por essa criançada.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Realmente a vela tem essa pecha de ser elitista até um certo ponto. João É um esporte meio complicado, porque é um esporte que os equipamentos são caros, Não é barato velejar. A verdade é essa daí.

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Não só aqui, em qualquer lugar do mundo.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
E está ficando talvez elitista demais, mas é um esporte ao mesmo tempo, principalmente aqui no Brasil, muito social. Então a vela é um esporte que realmente ela acaba tendo seu papel social muito forte. Acho que a gente tem que explorar essa parte. A gente faz parte da nossa missão. Você sabe que esse evento, ele tem uma característica que é muito importante um evento.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
SG Está na sua gema. Nós temos o lado social, que é a vela da manhã, nós temos o lado da doação, cestas básicas, nós temos essa integração até institucional do clube, temos o lado ambiental. Entendo a ação de roupas usadas, de roupas de tempo e de velas usadas, que viram casacos, que viram mochila que é reciclado. A gente tem o lixo reciclado, a gente tem programas de conscientização de lixo, tem o programa de dia do lixo no mar, Cenas não fizeram, mas a gente faz mesmo quando tem a conscientização das baleias.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Ai você vê que nós fizemos aqui uma palestra para a criançada, mas também para adultos, golfinhos e baleias. Então, no evento SG na sua gema e o impacto zero, a gente não entende papel descartável, todas as coisas que são até hoje corriqueiras, mas elas são muito importantes. E essa consciência de conscientização muito forte que.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
É até quando você mencionou do nosso Mestre, o grandioso é ouvir. Eu me recordo na época que no Saco da Ribeira que ele foi o sócio número quatro do Atlético Clube na época, os próprios marinheiros que são os nossos auxiliares, aí os nossos, eles não tinham essa, essa vivência. E eu lembro que o próprio ouvir ele, ele tinha muito orgulho de de ensinar, ir e vir.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
E ele tinha paciência em demonstrar como fazer. E nasceu, inclusive até regata para os próprios marinheiros. Os marinheiros hoje estão fazendo suas próprias regatas como.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Alegria maior exemplo disso. Bom, mas aquele foi o nosso grande mestre te ouvir. Acho que foi um grande mestre de todos os sentidos, que esse sim tinha mentalidade marítima, muito mais do que a gente. A gente está na raiz dele. Nem sei onde é que estava, estava mais que na alma. Ele fazia muito isso, era um professor nato e teve essa sacada.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
A gente precisa dessas pessoas. As pessoas vão precisar da gente. Claro, vamos ensiná los, vamos ajudá los, vamos fazer disso realmente uma profissão digna. E assim foi feito. E na vela a gente tem isso, porque a gente tem uns arranjadores profissionais também, que são profissionais sociais. Então a gente tem até que vê a realidade social do nosso país, até para os leigos internacionais, claro.

MAURO DOTTORI – DIRETOR DE VELA DO YACHT CLUB DE ILHABELA
Mas a gente se adapta bem, faz quase direito.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Olha quem eu encontrei aqui no píer do Iate Clube. Fernando O Fernando acho que é o nosso. É a pessoa mais famosa do nosso canal, né? Porque já participou de alguns, alguns vídeos e Fernando é muito legal porque agora está completando aí praticamente um ano.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Quase.

Que você recebeu a lancha. É praticamente um ano que você está nessa localidades. Quando você recebeu a lancha, você falou uma coisa que eu nunca vou esquecer Você pegou a câmera, se virou para você e falou assim Eu estou muito feliz e continua muito feliz. Era essa pergunta e continua muito feliz.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Mais feliz ainda.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Isso é muito bom. Vida náutica é a coisa mais gostosa para mim. É isso aqui, essa atmosfera, esse, esse aroma, esse barulho, tudo é uma coisa deliciosa. Aonde tem a família envolvida, tudo é mais gostoso. E se você tem a família envolvida num lugar onde que você gosta, onde a família gosta também quer, quer seja no campo, quer seja em praia ou embargo, ou na neve, a família é a coisa mais importante, é o barco.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Ele te dá essa oportunidade de você ter a família sempre por perto. Isso é muito gostoso.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Fernando Agora voltando um pouco pra semana de vela, a gente repara que mudou um pouquinho a estrutura do Iate Clube para atender praticamente o número de pessoas que frequenta, que o Iate Clube quase dobra ou triplicam.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
E parece que estamos falando em 900 a 1000 velejadores.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
E um público grande.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Grande.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
E aí eu queria saber assim da sua parte, porque você usa aqui como residência. Muda muito, chega a incomodar ou agrega? Como é que você sente?

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Nós estamos num pira aqui. Muito bom. É o pior norte, tanto em termos de segurança quanto em termos de barulho. E a acústica aqui é muito boa. Eles fizeram uma boa farra aí, mas música boa teve dia de rock e teve dia de meio de samba. E eu vejo assim as pessoas muito agregadas, muito próximas umas das outras.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Assim, a vida do clube mudou bastante, porque sem eles aqui, sem essa, essa, essa festa toda, o club é mais tranquilo, o Iate Clube é mais tranquilo, que é uma coisa que eu gosto também, mas de maneira nenhuma atrapalhou. E o que foi muito bom também. E os vários temas também que foram abordados lá na vila, foram abordados vários temas, tudo relativo a sustentabilidade, a limpeza do mar, as crianças.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
O que a minha mulher sempre fala é uma coisa linda. São 160 crianças que foram agraciadas com uma medalha porque participaram de eventos, crianças de oito anos, nove anos de idade. Isso é bacana e é um esporte. Todo esporte é bem vindo. E a Ilhabela? Ela tem uma cultura muito de esportes náuticos, principalmente de vela. É um convite que eu faço para todos os velejadores do Brasil inteiro ou até Uruguai, Argentina.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Aliás, vieram bastante argentinos aqui também.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Quantos barcos.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Vieram? 11 barcos, 11 barcos, 11 barcos saíram lá do Mar del Plata, lá de Buenos Aires, e vieram aqui só pra participar. E eles são bons. O ganho.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
De ganhar.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Medalha aqui também precisa tomar cuidado com os hermanos.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Eu vou deixar vocês saírem, vocês ficarem à vontade. Mas antes disso, eu queria que você revelasse um pouquinho de uma intimidade que eu também. Você já me falou, mas eu acho que é muito legal para o nosso canal. Você teve a festa da sua filha e logo na sequência teve a semana de vela. Quantos dias? Porque você usa o barco como casa?

JOÃO ROBERTO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Sim, eu quero saber há quantos dias você está aqui na Marina. Direto, direto a casa de praia que é o barco.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Hoje está fazendo 20 de 21 dias ou.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
21.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Dias. E dá para fazer.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Dá para fazer, dá para fazer. Você tem toda a estrutura aqui no clube, você tem segurança 24 horas, você tem um restaurante maravilhoso, comida excelente, você tem um atendimento aqui do pessoal que te dá apoio quando você sai, quando você chega, muito bom. Você tem um posto de gasolina aqui de diesel aqui dentro do Iate Clube. Você não precisa nem sair daqui, então você tem toda uma estrutura que te atende e eu sou assim, suspeito, porque se eu pudesse passar mais 21 dias, eu passaria.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Muito legal. Foi muito bom.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Eu vou deixar falar uma coisa para você sou fanzaço do teu canal. Você é o pai. Mandou muito bem. Assuntos muito gostosos e às vezes até dou algumas dicas aí de alguns assuntos.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Bom, sim.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
E continue assim, Vocês estão de parabéns!

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Obrigado! Já que está desse jeito, eu vou fazer igual fiz agora no de Itajaí, porque tem que ser no improviso, né?

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Tudo no improviso.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Então para saber se realmente é fã desse jeito, eu vou deixar você terminar o vídeo. Fernando.

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Para terminar o vídeo eu vou fazer junto. Sou eu.

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Eu acho que você já está tão craque que eu vou deixar para a sua. Aí eu só agradecer o pessoal. Pessoal, obrigado por termos assistidos até aqui. Espero que tenham gostado desse conteúdo e gostaria de pedir para vocês para curtirem, se inscreverem no nosso canal.

 

FERNANDO SCHNITZER – PROPRIETARIO DA SCHAEFER 450 Nº 3
Navegar a saudável. Navegar é preciso!

JOÃO PAULO – CONSULTOR TÉCNICO DE VENDAS
Até a próxima! Obrigado!

 

Comentários (0) |

Vídeos Relacionados

MAR DE AMIGOS – ESCOLA DE VELA AJUDANDO A FORMAÇÃO DO CIDADÃO – 23/05/2024

Eu me chamo Cíntia. Sou Cíntia Knot. Eu sou a velejadora. Comecei a velejar com dez anos de idade, no Optimist, que é o barco que criança normalmente aprende a velejar. Velejei durante muitos anos em diversas classes. Eu passei a velejar e veleiros oceânicos. Depois de um ano de surf e finalmente cheguei à … Continued

MAR DE AMIGOS – RUMO AS OLIMPÍADAS DE PARIS 2024! – 09/05/2024

Conseguimos aqui uma palhinha e uma palhinha. Porque o momento dessa pessoa, que é uma personalidade, uma. E é muito raro, porque o Bruno é um velejador que vai nos representar nas Olimpíadas agora que vai iniciar em julho próximo e o Bruno está aqui para contar um pouco para a gente a história, porque … Continued

MAR DE AMIGOS – NAVEGAMOS NA NOVÍSSIMA SCHAEFER V44! – 18/04/2024

Sejam bem vindos a mais um lar de amigos. E hoje, dando continuidade à linda festa de ontem que vocês puderam acompanhar já no vídeo anterior e hoje nós teremos o prazer de andar nessa embarcação. Nessa até 44 falarei com um detalhe especial com o Márcio, o chef Omar Chef que vai ser o … Continued